“Para que possamos contar e fixar na memória as belas histórias da vida”

Publicado em 27/05/2020 | Atualizado em 27/05/2020 | Por: Agência Info Salesiana

O Papa Francisco lembrou a celebração do 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizada em 24 de maio, convidando as pessoas a “tecer histórias”. 


Nesse momento histórico, em que uma pandemia está castigando todo o mundo e obrigando milhões de pessoas a viver em reclusão, o Papa Francisco lembra que podemos “tecer histórias”. “O ato de contar é essencialmente humano. Sentimos a necessidade de contar o que acontece conosco e com os outros para encontrar o sentido da vida”, escreve S. Kohan. O Papa, por sua vez, nos convida a contar “histórias que nos ajudem a redescobrir nossas raízes e a força para seguir adiante”. Além disso, nos estimula a “contar e compartilhar histórias construtivas que nos ajudem a entender que nós fazemos parte de uma história maior do que nós mesmos”.

“Na confusão das vozes e mensagens que nos rodeiam, temos necessidade de uma narração humana, que nos fale de nós mesmos e da beleza que nos habita”, explica o Papa no início da mensagem. Hoje o mundo está passando por uma crise muito grande, devido a Covid-19. No entanto, é possível encontrar um mundo unido e dedicado, capaz de olhar para os pobres e os mais necessitados.

Padre Gildásio Mendes dos Santos, conselheiro geral para a Comunicação, enviou uma carta a todos os responsáveis ​​pela comunicação da Congregação Salesiana agradecendo “a coragem e a criatividade de comunicar, por meio das redes sociais e dos vários meios de comunicação, a força do amor e da solidariedade”.

O Papa Francisco lembrou a celebração do Dia Mundial das Comunicações Sociais convidando as pessoas a “tecer histórias”. “Desde pequenos, temos fome de histórias, como a temos de alimento. Sejam elas em forma de fábula, romance, filme, canção, ou simples notícia, influenciam a nossa vida, mesmo sem termos consciência disso… “Mergulhando dentro das histórias, podemos voltar a encontrar razões heroicas para enfrentar os desafios da vida” (nº 1), disse o Papa.

“Nem todas as histórias são boas” porque estamos cheios/as de histórias “que nos narcotizam, convencendo-nos de que, para ser felizes, precisamos continuamente ter, possuir e consumir mais. Quase não nos damos conta de quão ávidos nos tornamos de bisbilhotices e intrigas, e de quanta violência e falsidade nós consumimos”. Somos encorajados a ter coragem, “paciência e discernimento para descobrirmos histórias que… tragam à luz a verdade daquilo que somos” (nº 2).

Nesse entrelaçamento de histórias, a Bíblia nos apresentada como “a grande história de amor entre Deus e a humanidade. No centro está Jesus: a sua história leva à perfeição o amor de Deus pelo homem e, ao mesmo tempo, a história de amor do homem por Deus”.

Muitos dos homens de marketing de hoje certamente estarão de acordo com o Papa, uma vez que os adolescentes e os jovens de hoje se comunicam e se promovem contando “histórias”. No entanto, o Papa explica: “Portanto, não se trata de seguir a lógica da narração (storytelling), nem de fazer, ou de fazer-se, publicidade: trata-se de fazer memória daquilo que somos aos olhos de Deus” (nº 5).

Fonte: Agência Info Salesiana

Fonte: Agência Info Salesiana

Veja Também

A Festa de Maria Auxiliadora da Rede Salesiana Brasil

Numerosos jovens brasileiros reuniram-se nas plataformas sociais da Rede Salesiana Brasil para celebrar a...

“Para que possamos contar e fixar na memória as belas histórias da vida”

O Papa Francisco lembrou a celebração do 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizada...

Encontro online marca celebrações das Festividades de Auxiliadora

No último domingo, 24, para celebrar as festividades de N.Sra. Auxiliadora, as Irmãs das...

AJS Nordeste lança projetos virtuais em tempos de pandemia

Objetivo é fortalecer o protagonismo juvenil e o carisma salesiano entre os jovens de...